alternativa a - Legal, você acertou!

Chuvas Ácidas

O termo chuva ácida foi empregado pela primeira vez em 1952 por um cientista inglês, R.A.Smith, em sua monografia "O ar e a chuva".
    A precipitação ácida ocorre quando aumenta a concentração de dióxido de enxofre (SO2), e óxidos de nitrogênio (NO, NO2, N2O5), que produzem ácidos quando em contato com a própria água da chuva. Estes compostos são liberados na combustão de materiais de origem fóssil, como o petróleo e o carvão.

Adaptado do livro "Interações e Transformações - Química para o 2o grau" GEPEQ

voltar à questão


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

alternativa b - Que pena! Esta não é a opção correta. Tente novamente!

Inversão Térmica

     Devido à ausência de ventos, os níveis de poluição atmosférica nas grandes cidades podem se tornar críticos causando o fenômeno conhecido como inversão térmica. Ela acontece principalmente no inverno ou nos períodos de frio, pois nessas condições o ar torna-se mais denso, dificultando a dispersão dos poluentes e fazendo com que eles fiquem concentrados próximos ao solo. Nos períodos mais quentes do ano o ar é menos denso e sobe, levando consigo os poluentes.
     A maioria dos países capitalistas desenvolvidos obrigam certas fábricas a implantarem equipamentos especiais (filtros, tratamentos de resíduos).
Tratados estão sendo assinados para tentar reduzir a poluição do ar e nos veículos estão sendo instalados os catalisadores ou conversores catalíticos que transformam os gases poluentes em outros menos poluentes. Até mesmo os combustíveis como a gasolina e óleo diesel estão sendo tratados para poluir menos. Porém ainda é muito pouco.
     A utilização de energias e combustíveis alternativos podem ser uma solução por não serem poluentes: energia solar, eólica (ventos), marémotriz, geotérmica, gás hidrogênio, gás natural e outros. É necessário também investir em transportes coletivos e não poluentes, como o ônibus, metrô, trem e ciclovias.

http://www.colegiocci.g12.br/gaia/poluicao.htm#termica

voltar à questão


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

alternativa c - Que pena! Esta não é a opção correta. Tente novamente!

Efeito Estufa

Uma das mais graves agressões humanas à natureza está ocorrendo na atmosfera. Nela, ocorre um fenômeno natural de manutenção do calor da Terra denominado Efeito Estufa. Esse efeito é determinado por quantidades muito pequenas de certos gases normalmente presentes na atmosfera. Entretanto, o homem está alterando esse quadro, despejando na atmosfera enormes quantidades desses gases todos os anos, o que poderá agravar o efeito estufa e aquecer o planeta além do normal. O aumento da temperatura poderá ser, dentro de 30 a 90 anos, de 2 a 5°C, provocando profundas modificações, não só climáticas mas também ecológicas, econômicas e sociais.

O dióxido de carbono (CO2), os clorofluorcarbonos (CFCs), o metano (CH4) e o dióxido de nitrogênio (N2O) respondem juntos por 88% do efeito estufa. O suplementar, que não pode ser precisamente quantificado, é causado pelo ozônio (O3) e pelo vapor d'água troposféricos. Os clorofluorcarbonos, CFCs, produzidos pela indústria química, são poderosos gases com efeito estufa. Eles também reagem com o ozônio troposférico, destruindo, dessa forma, a camada de ozônio.

Como um dos principais gases que causam o efeito estufa, é importante destacar o papel desempenhado pelo CO2, também chamado de gás carbônico, que é emitido em grandes quantidades para a atmosfera por duas principais atividades humanas: (1) a queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão, gás natural) e (2) a destruição e queima das florestas. Esses dois processos de queima são chamados de combustão. Nela, o carbono, que é o principal constituinte da madeira e dos combustíveis fósseis, se combina com o oxigênio do ar, produzindo o CO2.

Como o aumento dos gases que causam o efeito estufa na atmosfera poderá provocar um aquecimento global, combater essa ameaça significa eliminar, ou pelo menos diminuir, drasticamente as emissões desses gases. Em outras palavras, a sociedade humana precisa, de um lado, queimar menos petróleo (e outros combustíveis fósseis) e, de outro parar com o desmatamento no planeta (concentrado atualmente nos trópicos). Caso contrário, o CO2 vai acumular-se em quantidades cada vez maiores na atmosfera e, o que é pior, numa velocidade maior do que a capacidade de certos processos naturais de retirá-lo da atmosfera. Além disso, é necessário também parar o mais rápido possível com a produção industrial dos gases CFCs (clorofluorcarbonos), pois eles não só constituem os mais poderosos gases com efeito estufa (apesar de estarem presentes em quantidades mínimas), como também não existe nenhum mecanismo natural que os elimine da atmosfera.

O homem, por meio do plantio de árvores, pode ajudar na retirada de CO2 da atmosfera, pois elas acumulam carbono em sua estrutura enquanto estão crescendo; quando param de crescer, a quantidade acumulada permanece fixa na madeira.

(Adaptado de Marcondes, E., Poluentes Atmosféricos, Ed. Scipione, 1994)
http://kekule.fe.usp.br/global/ca4/resumo.htm

voltar à questão


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

alternativa d - Que pena! Esta não é a opção correta. Tente novamente!

Fotossíntese

É um sistema de transformações no qual plantas superiores, algumas algas, e bactérias capturam energia solar, convertendo-a em energia química, e usando esta energia na redução de  CO2 (dióxido de carbono)   em carboidrato (açúcar)

voltar à questão


 

 

 

 

 

 

 

alternativa e - Que pena! Esta não é a opção correta. Tente novamente!

Destruição da Camada de Ozônio

O ozônio é composto por 3 átomos de oxigênio.  Não é muito estável e pode se transformar em O2 muito facilmente.
Há muito ozônio nas camadas altas de nossa atmosfera.
O ozônio possui o tamanho e o formato exatos para absorver a energia do Sol, que pode ser perigosa para nós. O ozônio forma uma camada que absorve alguns tipos de energia do Sol. Essa camada nos protege.

Qual é o problema?

O freon e outros produtos químicos sobem até a estratosfera, que é o local da atmosfera onde está a camada de ozônio. Quando a luz solar de alta energia atinge uma molécula de freon, ela se quebra e produz um átomo de cloro. O átomo de cloro atinge uma molécula de ozônio. Isso faz com que o ozônio se transforme em oxigênio comum. O oxigênio (O2) não possui nem o tamanho nem a forma exatos para absorver a radiação solar que é perigosa.
A radiação perigosa é chamada de ultravioleta. Alguma parte dessa radiação nos atinge todos os dias. O grande problema  é que mais dessa radiação possa nos atingir.
A radiação ultravioleta pode alterar uma parte de nossas células da pele. Pode fazer com que cresçam desordenadamente. Isso é chamado de câncer de pele, uma cópia incontrolada das células da pele.

Adaptada de  http://educar.sc.usp.br/youcan/ozone/ozone.html

voltar à questão